Turismo rural da pesca no Bioma Amazônico Mato-grossense (Brasil)

Paulo José Libardoni, Luciana María Scarton

Resumen


O Turismo da pesca enquanto atividade indutora de desenvolvimento rural sustentável. O turismo rural é uma atividade econômica apta a ser praticada pelos assentados rurais da reforma agrária em vista de suas dinâmicas de uso e apropriação dos recursos naturais no Projeto de Assentamento Itanhangá, localizado no Bioma Amazônico Mato-grossense. Objetivou-se conhecer e analisar os atores sociais e suas práticas laborais a partir do processo de organização política, social, econômica, cultural e ambiental. A pesquisa embasou-se no recolhimento de dados primários (trajetórias de vida dos assentados) no formato da pesquisa de campo participante e dados secundários de base pública (Censo Agropecuário Brasileiro), embasados teoricamente pela sociologia rural. Analisou-se as iniciativas endógenas e as alternativas construídas às restrições econômicas, sociais, culturais e políticas, aptas a elevar os atores sociais ao patamar do desenvolvimento rural. O turismo rural da pesca possui as condições de se tornar uma atividade econômica apta a alcançar o desenvolvimento rural sustentável.

 

ark:/s25251635/ows790ihk


Palabras clave


Amazônia. Assentados. Pesca. Renda. Rural. Turismo.

Texto completo: PDF XML

Refbacks

  • No hay Refbacks actualmente.


Revista Latinoamericana de Estudios Rurales ISSN: 2525-1635

Licencia Creative Commons