Queijo Serrano, arte e ciência em marca registrada: a fábrica de Anéris e Brenno (Brasil)

Claudia Ribeiro

Resumen


Esta contribuição resgata cotidiano de longevos criadores campesinos de gado bovino nas pastagens autóctones dos Campos de Cima da Serra, com reconhecida ciência no ofício de elaboração de queijos de altitude do sul do Brasil a partir de leite cru, em contexto de pesquisa etnográfica. A respectiva observação participante consistiu na imagética descrição da específica tarefa de confecção do queijo Serrano e de várias outras, registrando o conjunto de afazeres em específica paisagem.

 

ark:/s25912755/g5ak9nomk


Palabras clave


antropología visual; desenvolvimento rural; memória; paisagem; patrimônio

Citas


Benjamin, W., & R. Tiedemann (1999) The arcades project. Cambridge: The Belknap Press of Harvard University.

Berque, A. (2014). Poétique de la Terre. Histoire naturelle et histoire humaine, essai de mésologie. Paris: Éditions Belin.

Ingold, T. (2000). The Perception of the Environment. Essays on livelihood, dwelling and skill. London and New York: Taylor & Francis e-Library.

Ribeiro, C. (2018). Desejos Serranos: a emancipação de uma paisagem nos Campos de Cima da Serra, Rio Grande do Sul, Brasil. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Rural) — Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre.

Viveiros de Castro, E.; Goldman, M. (2012). Introduction to Post-Social Anthropology. Networks, multiplicities, and symmetrizations. HAU: Journal of Ethnographic Theory 1 (2), 421–433.


Texto completo: PDF

Refbacks

  • No hay Refbacks actualmente.


Revista Latinoamericana de Antropología del Trabajo ISSN 2591-2755

Licencia Creative Commons
Licencia Creative Commons Atribución-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional